Gestão no Agronegócio, ciência antiga, porém nova

“Gestão no agronegócio” – Termo este muito utilizado, lido e encontrado nos últimos tempos em diferentes áreas, empresas e canais de comunicação do agronegócio. Recentemente, a gestão no agronegócio está na “moda”. Mas, por que só agora, se é uma ciência tão antiga, e que inclusive foi iniciada nas atividades agrárias há tantos anos?

Primeiro, o que é a gestão, afinal? Gestão, entre tantas definições, pode ser definida como a ciência que estuda as organizações de forma a planejar, organizar, liderar ou controlar para atingir um objetivo por meio do uso eficiente e sustentável de todos os recursos empregados na produção de determinado produto.

Mas sempre existiu gestão no agronegócio? Sim, a origem da gestão (principalmente no agronegócio) é muito antiga. O povo sumério (4.000 a.c.) pertencente a Mesopotâmia – atual região do Iraque no Oriente Médio – constituiu a agricultura com técnicas de irrigação e renovação do solo, já controlava sua produção através de anotações de índices de produção, quantidade produzida e como as mercadorias deveriam ser comercializadas. No Egito antigo, gestores também trabalhavam planejando e organizando construções de suas pirâmides e assim, a gestão foi se aperfeiçoando, atingindo patamares encontrados atualmente.

Com o passar do tempo, a gestão foi se profissionalizando em diversos setores da economia. No agronegócio ela veio em ritmo mais lento, mostrando suas caras “recentemente”. Hoje, a difusão da gestão vem amparada pela necessidade da profissionalização da mesma, e vem sendo um grande divisor de águas entre o fracasso e sucesso econômico do setor.

MAS SE TÃO ANTIGA, MESMO NA AGRICULTURA, POR QUE SÓ AGORA ESTÁ EM FOCO?

Historicamente, o agronegócio passou por diferentes “fases”. A primeira foi a fase em que a expansão de áreas agricultáveis era o principal objetivo, tornando-se então uma estratégia bem definida de aumento de escala, e baixa competição por recursos naturais. A estratégia se mostrou viável por algum tempo, contudo a história começou a mudar.

Outra fase marcante foi a expansão da tecnologia, sustentada pela urgência de aumento de produtividade no campo e crescente mercado consumidor. Favorecendo a eficiência operacional de lavouras e animais no campo, surgiram novos cultivares, tecnologias voltadas para proteção de cultivo, sistemas de manejos de solos, monitoramento de dados via sensoriamento remoto, irrigação automatizada, ordenha mecanizada, entre outras, que conferiram aumento de produtividade no campo. Contudo, estas tecnologias, aos poucos, foram se tornando comuns entre produtores rurais, novamente acirrando a competição no setor.

Porém, atualmente, entramos em uma nova fase. Eficiência operacional não é o suficiente, principalmente devido ao aumento da competividade por recursos e exigências de mercados consumidores. A nova fase é caracterizada pela excelência da gestão.

A era da profissionalização da gestão e consequentemente eficiência no emprego de todos os recursos está em foco. A crescente procura por gestores que saibam aplicar tecnologias em fazendas, demanda esta que chega a um aumento de quase 75% no primeiro semestre desse ano, principalmente por produtores de café, soja, milho e pecuária de corte, segundo o sócio diretor da Upside Group, Bruno Machado (em reportagem do Diária do Comércio – acesse aqui).

Atualmente, é preciso profissionalizar a gestão para assegurar o emprego eficiente de todos os recursos e garantir lucros.

A GESTÃO PROFISSIONAL COMO FATOR CHAVE DE SUCESSO

Produtores que buscam o diferencial na gestão profissionalizada tem ou adquiriram consciência de que as novas tecnologias aplicadas nas atividades no campo (cultivares, drones, herbicidas, vacinas, suplementações) agregam muito valor à produção e garantem ótimas produtividades, mas elas por si só, não bastam.

É preciso saber tomar decisões, utilizar recursos sem perder dinheiro, coordenar equipe operacional, avaliar a produtividade de insumos e máquinas, e claro, gerir tudo isso de forma a não perder o passo da atividade no campo.

Esses produtores sabem que os resultados da gestão profissionalizada são encontrados na melhoria da produção, na redução de custos e consequente aumento dos retornos econômicos, garantindo melhor competitividade no mercado e consequente sustentabilidade econômica de longo prazo.

A profissionalização da gestão trouxe conceitos antigos e consolidados de outros setores para o agronegócio em diversos campos, ou ainda, para uma visão holística e crítica do agronegócio, como é o caso da gestão estratégica e financeira, tema recente e pouco falado no setor, e extremamente importante para maximização do retorno econômico.

FERRAMENTAS QUE ALAVANCAM SUA GESTÃO!

Ainda, como outras, a gestão estratégica e financeira ganha ainda mais força, à medida que associada com novas ferramentas, também em foco, principalmente quando amparadas na tecnologia.

Como todo setor ou área de produção, uma ferramenta sozinha representa apenas uma maneira ou meio para facilitar o alcance do objetivo final, no caso, maximizar o retorno econômico. Contudo, é preciso se perguntar se ela traz de fato relevância para sua gestão. Um drone, por exemplo, pode coletar dados, mas se não houver um profissional que saiba interpretar e transformar esses dados em aplicabilidade no campo, de nada adianta o equipamento por si só. Da mesma maneira, um software sozinho não vai revolucionar a gestão do agronegócio, contudo, deve auxiliar o processo.

Ferramentas de gestão, como softwares, devem, ser capazes não só de armazenar dados, mas de transformar e gerar análises que de fato auxiliam a gestão, amparando a tomada de decisões e trazendo inúmeros benefícios ao agronegócio.

Em suma, utilizar ferramentas de gestão pode auxiliar o processo, mas como citado acima, a profissionalização da gestão vai muito além de utilizar uma ferramenta. A profissionalização da gestão é crucial para o agronegócio que deseja obter maiores retornos econômicos e garantir um posicionamento estratégico competitivo, sendo cada vez mais buscada por produtores que olham para frente e se preocupam com a sustentabilidade econômica.

Já conhece a ferramenta de gestão completa que auxilia a tomada de decisões no agronegócio, e que ainda contemplam serviços para auxiliar a profissionalização da sua gestão? Clique e Confira.

 

 

 

 

 

Receba Nossa Newsletter
Junte-se a mais de 10.000 visitantes que recebem nossa newsletter e se beneficiam com artigos sobre gestão no agronegócio.
Somos contra spam. Seu endereço de email está seguro e não será compartilhado.

Use o Facebook para Comentar nesse Post

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *