Planejamento rural: Os 4 componentes principais

Planejamento rural

O planejamento rural, como sabemos, é um dos principais fatores para determinação do sucesso da atividade agropecuária exercida. Como abordado nas vídeo-aulas gratuitas da Universidade Perfarm, o planejamento é a ferramenta mais importante para a tomada de decisão em qualquer negócio. O processamento e a análise de dados históricos tem sua importância para tomada de decisões, sendo o suporte para um planejamento bem feito. Elaborar planejamentos constitui as boas práticas de gestão, e quanto mais vezes os fazemos, mais acurados eles passam a ser, e mais relevantes para a tomada de decisão se tornam.

Infelizmente, na realidade do agronegócio brasileiro, sabidamente uma potência mundial, muitas vezes o planejamento rural é deixado de lado, fazendo com que produtores tenham dificuldades de se preparar para eventos adversos. Ainda, não se tem a clareza quanto aos retornos financeiros que as decisões tomadas no dia-a-dia da atividade podem trazer, ou não, para o agronegócio em questão.

Historicamente e erroneamente

Historicamente, parâmetros técnico-produtivos (como índices zootécnicos e agronômicos) eram tratados como sinônimos de resultados positivos, ou de sucesso na atividade exercida. A herança dessa prática ainda é vista nos dias de hoje, onde a grande maioria dos produtores que realizam o planejamento rural, não o fazem por inteiro, e levam em consideração apenas os componentes técnico-produtivos. Com o passar do tempo, e com o aumento da competitividade, da sofisticação de sistemas financeiros, de gerenciamento de riscos, aspectos tributários e de gestão de pessoas, o planejamento rural realizado de forma completa e adequada torna-se fator-chave para o sucesso na atividade agrícola ou pecuária.

Pensando nisso, a Perfarm elaborou um guia prático resumido sobre os componentes imprescindíveis para o seu planejamento rural da próxima safra. É importante lembrar que os quatro componentes listados não seguem uma ordem de importância, e devem ser elaborados e analisados em conjunto, de modo com que apresentem sinergicamente o melhor resultado.

 

Guia de como elaborar seu planejamento rural com eficácia

Planejamento rural

A. Planejamento técnico-produtivo

O primeiro componente a ser comentado neste guia para seu planejamento rural, é o planejamento técnico-produtivo. Com base nas análises técnicas e limitações (biológicas principalmente) da sua propriedade, podemos projetar o fluxo interno de produção, estimando quais e quantos serão os insumos a serem utilizados, suas respectivas quantidades e necessidades ao longo do tempo.

Do mesmo modo, contemplando o outro lado da moeda, a quantidade e qualidade do produto acabado são projetados com base nos índices agrônomicos ou zootécnicos de sua produção, estimativas que serão base para suas futuras análises que englobam investimentos ou desinvestimentos, por exemplo.

O objetivo principal do planejamento técnico-produtivo é a busca pela máxima eficiência produtiva, representada por bons indicadores de produtividade e otimização do uso de insumos. É importante destacar, entretanto, que a busca única pela maior produção muitas vezes não está ligada à obtenção dos maiores lucros, tornando o planejamento rural, que equivocadamente contempla apenas o planejamento técnico-produtivo, incompleto e falho.

B. Planejamento mercadológico

O segundo componente listado, é o seu planejamento mercadológico. Nele estima-se épocas de compras de insumos e vendas de produtos, assim como onde comprar e vender. Seu objetivo principal é a busca por menores preços em compras, e maiores preços em vendas. Para tanto, é necessário avaliar comportamentos de mercados junto às necessidades e disponibilidades de insumos e produtos estimadas no planejamento técnico-produtivo. Ainda, deve-se observar também a disponibilidades e necessidades de recursos financeiros advindas do planejamento financeiro para análise do período ótimo de compras ou de vendas. Muitas vezes aguardar pelo período de maior preço de uma commodity e, portanto, da entrada de caixa proveniente de uma venda, significa aguardar também pelo período de maior preços de insumos. O planejamento mercadológico bem feito leva em consideração a otimização do preço de venda em relação ao de compra, e vice-versa. Para tanto, análises de investimento em capacidade de armazenamento torna-se peça fundamental no planejamento mercadológico.

C. Planejamento financeiro

O terceiro componente essencial para seu planejamento rural, é o planejamento financeiro. Em linha com os outros componentes, o planejamento financeiro avalia, entre outros fatores, a rentabilidade financeira de cada atividade e unidade produtiva junto da necessidade de caixa da sua produção. Comumente seu planejamento mercadológico, ou técnico-produtivo, aponta um cronograma ideal de produção, que frequentemente contrasta o cronograma financeiro ideal.

Contornando o apresentado, análises de cenários devem ser realizadas, apontando muitas vezes que o cenário mais lucrativo financeiramente não é o cenário de maior produtividade agrícola ou onde o animal ganha mais peso ou produz mais leite, visto que ele considera custos, receitas, capital empregado entre outros, para suas análises.

Para efetiva análise de rentabilidade do agronegócio, é crucial avaliar os resultados financeiros advindos da produção junto ao capital empregado em todo o processo produtivo. Ter baixos lucros contábeis diante de altos investimentos feitos pode representar lucros ou retornos econômicos negativos. Dentro do planejamento financeiro é fundamental abordar decisões de compra e venda de ativos imobilizados (investimentos e desivestimentos). É comum identificar desinvestimentos que visam a adequação do fluxo de caixa, e a falta de investimentos motivada pela mesma razão, caracterizando decisões tomadas que não maximizam lucros e que levam a redução de patrimônios empregados na agricultura. Essas análises são especialmente relevantes, não só para produtores de grande escala comercial, mas também para agricultores familiares.

D. Planejamento estratégico

Completamente ligado aos outros compontes, o planejamento estratégico é vital para o resultado da atividade exercida. Ele engloba os demais componentes oferecendo uma visão de longo prazo para seu agronegócio. Neste quesito, deve-se definir e alinhar os demais planejamentos com os objetivos de médio e longo prazo da empresa, visto que decisões tomadas erroneamente hoje podem se refletir daqui muitos anos.

No planejamento estratégico do seu agronegócio, recomenda-se constar políticas de gerenciamento de risco da sua operação. Diferente do que muitos pensam, o gerenciamento de riscos envolve muito mais do que gerir preços e variações climáticas, incluindo garantir a disponibilidade de insumos, as relações com outros agentes da cadeia produtiva, avaliar os impactos nas safras subsequentes, etc. O mapeamento da cadeia produtiva deve também ser realizado neste componente, identificando elos fracos e fortes da cadeia, assim como os pontos positivos a serem explorados, e negativos a serem evitados internamente. O planejamento estratégico completa os demais à medida que também é o ponto de partida para eles, traçando um norte a ser seguido e um posicionamento a ser adotado diante de aspectos apresentados dentro e fora da porteira.

Em suma, o planejamento rural é um grande divisor de águas entre agronegócios – produtores agrícolas e pecuários – profissionalizados (familiares ou não) e agronegócios amadores. Um planejamento bem elaborado representa grande vantagem competitiva e pode levar a diferença entre se ter um um resultado econômico positivo ou negativo, o que sutentará ou não o agronegócio no longo prazo.

E você produtor rural, já profissionalizou a sua gestão e realizou seu planejamento rural completo para as próximas safras? A Perfarm disponibiliza um software de gestão e planejamento completo de fazendas, e o melhor de tudo, gratuitamente!
Venha conferir: www.perfarm.com
botao-pdf-perfarm

Receba Nossa Newsletter
Junte-se a mais de 10.000 visitantes que recebem nossa newsletter e se beneficiam com artigos sobre gestão no agronegócio.
Somos contra spam. Seu endereço de email está seguro e não será compartilhado.

Use o Facebook para Comentar nesse Post

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *