Agricultura de precisão, zootecnia de precisão e finalmente: custos de precisão

A produção agrícola e pecuária cresce desde meados de 1.960 graças ao aumento do emprego de tecnologias no setor. Com isso, produtores passaram a se sofisticar, utilizando maquinários e tecnologias que permitem aplicações variáveis e precisas, formulando rações baseadas em micronutrientes específicos, e utilizando uma gama muito maior de informações para as suas tomadas de decisões operacionais.

Contudo, a sofisticação da apuração de custos, e da gestão consequentemente, não tem acompanhado o mesmo ritmo, compondo um dos gargalos da atividade agropecuária brasileira.

Sofisticação operacional. E financeira?

A crescente adoção de tecnologia e aumento da granularidade e sofisticação de informações disponíveis tem mudado a forma como muitas tecnologias operam para maximizar retornos econômicos no agronegócio brasileiro.

A nível operacional, podemos citar diversos exemplos que levam a customização das técnicas agrícolas e pecuárias à realidade de cada propriedade: irrigação por gotejamento com variação da quantidade de água por mancha de solo, fornecimento de ração específica para peso ajustado do lote de engorda, balanceamento de micronutrientes em rações, leitores de fertilidade e pH de solos por câmeras, entre diversas outras.

Contudo, a questão que ainda permanece é: por que a apuração de custos, componente da gestão do agronegócio, não acompanhou tamanha tecnologia e inovação?

A Gestão também gera custos

Não é incomum no agronegócio brasileiro produtores que possuem uma frota de maquinário de ponta, controlada remotamente por tecnologias de GPS, porém em contraste colossal, utilizam apuração de custos totais de suas produções como indicadores de custo.

Não fazem uso da gestão financeira via regime de competência do exercício, onde custos são apurados à medida que são incorridos, e não conforme as movimentações financeiras são realizadas. O resultado é a imprecisão na avaliação de quais são as manchas de solos, culturas, atividades, maquinários, funcionários e entre outras, que trazem maiores retornos financeiros ao produtor ou que estão causando complicações financeiras.

Vale constatar que a apuração dos custos totais nem sempre é ruim, o fato é que muitas vezes o capital desprendido em tecnologias de ponta é substancialmente maior do que o desprendido em ferramentas que permitiriam análises do agronegócio a um nível muito mais detalhado.

As muitas variáveis envolvidas na produção agrícola e pecuária fizeram da gestão no agronegócio uma atividade complexa e muitas vezes onerosa. Produtores, consciente ou inconscientemente, avaliavam que o foco exclusivo na produção é o que garantiria maiores retornos frente à decisão de alocação do seu tempo e dinheiro quando comparado ao custo que uma gestão detalhada poderia apresentar, como é o caso de custos de pessoal, softwares e sistemas da tecnologia da informação, máquinas e equipamentos que também trazem retorno financeiro.

Entretanto, da mesma forma que a agricultura e zootecnia de precisão evoluíram, também evoluíram os sistemas de apuração de custos de forma precisa. A crescente profissionalização do agronegócio demanda customização, detalhamento e sofisticação da gestão empregada. A apuração de custos detalhada tem custo-benefício incrivelmente maior do que detalhamento da aplicação de fertilizantes, por exemplo, visto que traz análises riquíssimas que são bases para decisões que impactarão o agronegócio em questão por um longo prazo.

A granularidade e sofisticação da Gestão

Exemplificando, temos o histórico de dois anos referentes aos custos de uma fazenda que apura custos de forma profissionalizada, com alta granularidade, e outra que utiliza a apuração de custos totais de produção, sem sofisticação alguma. O resultado da somatória dos custos nos dois casos foi considerado igual para exemplificação, assim como suas receitas.

Ambas as fazendas tiveram um aumento de 34% nos custos da última lavoura de soja em relação à anterior. Ambas, portanto, sabem que o resultado negativo impactou os lucros e investigam o problema.

Contudo, o agronegócio simplista não consegue identificar o problema, visto que não apura seus custos detalhadamente e, portanto, não consegue instaurar medidas corretivas efetivas, desprendendo muito tempo e capital para chegar a uma tomada de decisões muitas vezes incerta.

Em contrapartida, a empresa rural sofisticada que tem seus custos apurados altamente detalhados consegue identificar rapidamente o problema, analisando os fatores responsáveis pelo aumento significante do custo total.

Neste exemplo, a riqueza da granularidade na apuração de custos permite a fazenda empresa sofisticada identificar o problema, que era no exemplo em relação ao gasto com adubação excessiva. Daí em diante medidas corretivas podem ser estabelecidas. O mapeamento de processos, por exemplo, é um grande aliado para identificação de problemas específicos e adoção de medidas corretivas. 

Agricultura de precisão

Vantagens de se apurar custos detalhados

Historicamente, a apuração de custos detalhados encontrava alguns limitantes conforme cresciam o tamanho e a complexidade da operação em questão. Com o passar do tempo, a revolução digital já margeia o campo, trazendo inúmeros benefícios advindos da tecnologia, como o baixo custo, rapidez e riqueza das informações apresentadas, aumentando retornos do setor.

Além disso, a apuração detalhada de custos permite: identificar gargalos de produção, identificar problemas com maiores impactos, facilitar financiamentos rurais (devido a avaliações mais ricas de crédito), formar melhores bases para decisões de cunhos estratégicos, elaborar com mais precisão planejamentos futuros, entre outros.

Em suma, a apuração de custos detalhada através da tecnologia apresenta inúmeros benefícios e demanda um baixo custo, o que justifica seu investimento. É fundamental analisar os retornos sobre investimentos em sistemas acurados de gestão financeira, da mesma maneira que se faz quando adquire-se altas tecnologias, máquinas e equipamentos para as atividades de campo.

A riqueza das análises trazidas para tomada de decisões futuras é de extrema valia e conferem uma enorme vantagem competitiva para o agronegócio.

“A Perfarm oferece exatamente o que os produtores precisam, desde conceitos que ainda não eram discutidos, finanças, planejamento, organização na coleta das informações e principalmente auxílio na tomada de decisões baseada em dados do próprio negócio.”José Pavan Neto, JP Agronegócios, cliente Perfarm.

Saiba mais

 

Receba Nossa Newsletter
Junte-se a mais de 10.000 visitantes que recebem nossa newsletter e se beneficiam com artigos sobre gestão no agronegócio.
Somos contra spam. Seu endereço de email está seguro e não será compartilhado.

Use o Facebook para Comentar nesse Post

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *